Skip to Content

UM ATLAS DE ACONTECIMENTOS

"Um Atlas de Acontecimentos" apresentado no âmbito do fórum cultural “O estado do mundo” (organizado pela Fundação Gulbenkian), junta as obras de 28 artistas, jovens e pouco conhecidos, oriundos de vários países, que através da arte contemporânea reflectem sobre o estado do mundo. A provocação é uma constante no livro, devido à sua complexidade política, ética e filosófica, convidando assim O leitor a uma profunda reflexão.


Por exemplo,a obra de Rodney McMillian consiste em duas colunas construídas numa escala proporcional às torres gémeas do World Trade Center encimadas por dois macacos."O facto de estarem encimadas pelos dois babuínos permite-nos comentar sobre a dimensão trágica do 11 de Setembro, mas também sobre a dimensão espectacular com que o medo pode ser produzido e da qual King Kong é uma referência importante", segundo explicação dos três curadores.
A tensão que se vive no mundo actual está patente numa outra obra - um vídeo em que um veado e um lobo partilham o mesmo espaço fechado ao longo de dois minutos e 43 segundos mas onde acaba por não haver qualquer final sangrento (de Mircea Cantor).
Neste "Atlas de Acontecimentos" participam também três artistas portugueses, Paulo Nozolino, Ângela Ferreira e Rui Toscano.

O livro na sua lista de conteúdos contém textos de (entre outros) Emílio Rui Vilar, Philippe Parreno, os Artistas, a Lista de Obras e as Biografias.



artigos | by Dr. Radut