Skip to Content

A-Z ENTRE IMAGENS E PALAVRAS – JOANA RÊGO

Todos os livros ou catálogos apresentam os seus próprios problemas de design. A resolução desses problemas reflecte-se na forma como a relação entre os diferentes conteúdos é tratada.

Neste catálogo, os quadros de Joana Rêgo são o principal conteúdo e a cada um dos quadros é dado o espaço necessário para ser visto com conforto aparecendo cada um deles no lado direito de uma página dupla. Na página da esquerda apenas uma pequena legenda.

O conteúdo seguinte são os textos. Estes não são parte do trabalho do artista. São sim interpretações e observações sobre o seu trabalho. São o equivalente ao "ler nas entrelinhas" que os escritores fazem sobre os textos de outros.

A Câmara de Matosinhos é a identidade que cria o contexto para a visualização pública do seu trabalho. É a entidade que acolhe e projecta a sua obra. O equivalente a tal função num livro é a capa. É o elemento que envolve as páginas e dá o suporte para a lombada.
Consequentemente, a ideia original consistia em usar os textos do Presidente da Câmara e do Vereador da Cultura na capa e contra-capa, envolvendo o catálogo.
Infelizmente esta solução foi rejeitada e em sua vez, outro texto, da própria Joana, foi utilizado para executar esta função na capa e contra-capa.

Por fim, e para resolver o perpétuo problema em catálogos de arte relacionados com o dar ao leitor a ideia da escala, um fotografia de Joana aparece numa folha dupla no início do catálogo e na qual o quadro por trás dela, aparece exactamente na mesma medida e na mesma posição em que os quadros vêm reproduzidos no resto do catálogo.

Publicado na Newsletter Norprint, Outubro, Ano 2009, No. 40




artigos | by Dr. Radut