Skip to Content

ANTÓNIO OLAIO: I THINK DIFFERENTLY NOW THAT I CAN PAINT

Não sendo um catálogo, na verdadeira acepção da palavra, da exposição patente em Guimarães, no Centro Cultural Vila Flor, em Janeiro de 2007, em que o próprio artista que expôs foi o comissário da mesma, a convite do Centro Cultural Vila Flor. Trata-se sim de uma obra, publicada em paralelo com a exposição, composta essencialmente por uma longa conversa, em discurso directo, com Victor Dinis (director do Círculo de Artes Plásticas de Coimbra).

Nesta António Olaio face às questões que lhe foram colocadas, dá a conhecer a sua obra, pela sua própria perspectiva, dado tratar-se de um artista polivalente, que faz pintura, vídeos, canções e por fim performance. É a consubstanciação (meta)estética da sua performance, cuja acção  se traduz como pluridisciplinar, que o artista descreve no seu reportório artístico como processos criativos longamente desenvolvidos. A redefinição e a busca de princípios de interacção entre eles estendem-se a outras realidades permanentemente reconstruídas, destacando-se deste conjunto de obras os elementos intemporais da dominação do contingente, significados que formam e actualizam novas vivências socioculturais, que os tempos presentes obrigam a reconsiderar.
Obra profusamente ilustrada, integralmente bilingue, em português e inglês, que termina com uma lista de canções de António Olaio em co-autoria com João Taborda, e de vídeos também de A. Olaio.



artigos | by Dr. Radut