Skip to Content

A LENDA DE SÃO JULIÃO HOSPITALEIRO DE FLAUBERT

Neste ano do seu cinquentenário a Fundação Calouste Gulbenkian e a Assírio e Alvim, publicam com formatos diferentes 2 obras sob a mesma temática, consubstanciada na intervenção individual e original de Amadeu de Souza-Cardoso, através da composição gráfica da “Lenda de São Julião Hospitaleiro” de Flaubert com a respectiva maqueta gráfica; e que se traduziu no trabalho de Amadeo como copista-calígrafo e ilustrador, realizado durante a sua estadia na Bretanha no Verão de 1912 e muito provavelmente concluído em Paris.


São estas 2 obras que contendo igualmente o facsímile da maqueta gráfica dessa remota edição, num acompanhado com ensaio da autoria de Maria Filomena Molder e noutro pela “Memória descritiva da cópia caligráfica e ilustrada de La Legende de Saint Julien l’Hospitalier”, se publicam, de forma a divulgar um importante contributo de uma faceta menos conhecida do artista, percebendo-se também neste trabalho, a complementaridade entre as ilustrações de Amadeo e o texto do conto original em francês de Flaubert.
No formato com capa dura, temos estruturalmente, segundo esta ordem: o ensaio em português, a maqueta gráfica facsimilada, e por fim a tradução para a língua inglesa desse mesmo ensaio.
No outro formato, brochado, com tamanho inferior, temos a mesma maqueta, mas em vez do já referido ensaio em português que precede a maqueta, encontra-se a citada “Memória descritiva da cópia caligráfica e ilustrada…”; e por fim o dito conto de Flaubert, na íntegra em português, traduzido por Maria Jorge Vilar de Figueiredo.



artigos | by Dr. Radut