Skip to Content

A OUTRA LINGUAGEM DA DANÇA

graficas

“A ampla coreografia, descerrada por estes poemas, nasce do voto de levantamento de uma “canção de amor”, a qual, ao cumprir-se de linha para linha, retoma o discurso de louvores, queixas e gozos, a que esplendidamente nos habituaram os salmos de Salomão”.
“Mas é do movimento do corpo que se trata sobremaneira aqui, ou da celebração de quanto se assume como “dança em mim”. E se quisermos insistir em apontar referentes bíblicos, avistaremos a louca evolução de uma princesa, apaixonada pelo fulgor da santidade, a reclamar a cabeça do profeta que constantemente se lhe oferece”.



artigos | by Dr. Radut