Skip to Content

REVISTA DÉDALO

"Os arquitectos devem parar de pensar em apenas construir. 
É necessário repensar, redefinir e expandir o significado da nossa
 disciplina, proclamava Hans Hollein nos longínquos anos
 sessenta, no seu “Tudo é Arquitectura”, manifesto brutalmente
 provocador. Corre o ano de dois mil e treze e, reunidos
 o tempo e os recursos, a revista Dédalo vê a luz do dia sob o
 tema Place:less, na sua nona edição.

Num período marcado 
por um ambiente de crise e de forte instabilidade a nível político, social e financeiro, 
concentramos toda a nossa energia na presente publicação como 
único veículo para a problematização do tema. Depois de re:Place e de dis:Place,
o tríptico relativo ao Lugar em Arquitectura fica deste modo concluído.
 Place:less como não-lugar, a falta de um lugar, a sua perda de carácter e 
circunstância, a ideia de construir menos, o vazio como construção. Propomos,
 através de uma reflexão sobre o Lugar a partir da complexa condição 
da cidade contemporânea, a leitura do tema a partir do inevitável fenómeno
 de globalização. Referimo-nos a um processo de despojamento e de convergência
 de identidade, um cenário de extrema saturação e desqualificação do 
território. Como tal, convocamos também Place(v.):less, Pôr:menos, como 
um processo crítico que se propõe a repensar a cidade entendendo a ausência,
 o vazio, como um elemento que pode ser simultaneamente gerador e
 catalisador de circunstância. Sem nos esquecermos da nossa condição de
 estudantes, o tema é propício ao repensar do nosso campo disciplinar. Face 
ao actual panorama português, onde a construção, no sentido tradicional
 do termo, se encontra gravemente ameaçada para a nossa geração, é na
 procura de novos nichos, de novos cruzamentos, desvios ou distanciamentos
 da prática arquitectónica que os nossos contemporâneos emergem."



artigos | by Dr. Radut