Skip to Content

RAZÕES IMPREVISTAS - RETROSPETIVA DE FERNANDO DE AZEVEDO

"A primeira retrospetiva da obra plástica de Fernando de Azevedo (Vila Nova de Gaia, 1923-Lisboa, 2002) acontece no ano em que o CAM-Fundação Calouste Gulbenkian comemora o seu 30.º aniversário, o que não poderia ser mais justo e significativo.
Aliando a dimensão prática à dimensão teórica, Fernando de Azevedo trabalhou, na Fundação Calouste Gulbenkian, praticamente em todas as áreas das artes plásticas – dos catálogos às exposições, da criação à organização, como consultor e membro de júris, de agente cultural a diretor. A sua presença foi um elemento determinante para a relevância e a coerência da intervenção da Fundação na área das artes plásticas. Acresce ainda que Fernando de Azevedo está na génese da colecção do museu, como membro da primeira comissão de aquisições de obras de arte."



artigos | by Dr. Radut