Skip to Content

FÁBRICA- DANIEL BLAUFUKS

"Num plano geral do trabalho de Daniel Blaufuks, Fábrica é parte de um obra densa, poética e atlântica, desenvolvida em torno da memória e da sua representação. Blaufuks caminha pela imagem da fábrica, pela ideia de fábrica e pela memória da Fábrica.
- sobre uma ideia de fábrica
Por muito que o seu nome apareça numa ou noutra imagem, talvez não seja importante ter presente que fábrica é esta. Dito de outra forma: a ideia de fábrica começa pela diluição da sua identidade, da sua localização. Detemo-nos apenas no essencial – uma grandiosidade física e espacial, um passado de prosperidade económica, um abandono nos dias de hoje. Com esta abstracção, põe-se de parte uma hipotética natureza documental das imagens para que se entre numa fábrica como espaço cénico, numa ideia de fábrica que sintetiza um modo de produção industrial assente numa organização necessariamente hierárquica, produtiva e moral. A partir daqui, deparamo-nos com um dos resultados possíveis desta mesma ideia:
crescimento, queda e abandono. De forma não necessariamente cronológica ou narrativa, a imagem da memória (imagem de arquivo, imagem objectual) é confrontada com a palavra escrita e com o som."

 



artigos | by Dr. Radut