Skip to Content

BLUE MUD SWAMP

Num livro de capa dura são apresentadas várias fotografias de Filipe Casaca  realizadas em Dalian, na China, em 2011.

"Caminhava na direcção do sudoeste quando a cidade começou a surgir no horizonte. Vi um céu metálico, era talvez crepúsculo, ou madrugada. Vi um homem a aproximar-se de mim. Era um viajante, como eu, que vinha da direcção da cidade, e como viu que eu abrandava os passos, dirigiu-me palavra:— Vais entrar na cidade?Como eu acenei a cabeça, ele perguntou:— Não sabes o que está a acontecer lá?Como eu abanei a cabeça, ele disse:— Vem cá que eu conto-te.Acocorámos à beira da estrada, e o homem apontou para a cidade e começou:— Diz-se que a causa daquilo tudo é que… O que acontece é que as coisas se tornaram mais... pesadas. Um certo dia — e é aqui que começa a história toda — uma senhora, já velhinha, foi queixar-se ao médico que tinha a cabeça muito pesada, e o médico receitou umas ervas e não deu mais importância. Acontece que, não passado muito tempo, apareceram mais pacientes com a mesma queixa, diziam que era como se a cabeça tivesse aumentado de peso. E aí, não achando a causa do mal, o médico começou a ficar baralhado. Não tardou as pessoas — não faltavam jovens entre elas — começaram a queixar-se também de ter o corpo pesado, que lhes custava carregar pesos. Até andar lhes custava. Durante um tempo foi um alvoroço nos hospitais, até alguém ter-se lembrado de pesar as pessoas na balança e confirmado que tinham realmente aumentado de peso. «A partir daí não foi difícil descobrir que todas as outras coisas também tinham aumentado de peso."



artigos | by Dr. Radut